22 agosto 2019

Manual dos Acordes de Violão e Guitarra - Guia Completo de Estudos


  Este manual é um guia completo de estudos com mais de 1000 acordes essenciais para quem toca rock, folk, pop, blues, country, bossa nova, jazz e clássico. Os mais importantes e mais utilizados acordes para violão e guitarra, estão reunidos neste manual e explicados em diagramas, fotos e dicas complementares para facilitar o estudo. Ideal para iniciantes e também para alunos e instrumentistas mais experientes, conta também com seções adicionais para que você possa entender com facilidade como são montados e representados graficamente os acordes nos diagramas. Todas as explicações teóricas e práticas são objetivas, para que o aprendizado seja rápido e sem complicações.
     Se você está começando a estudar agora ou simplesmente precisa relembrar ou aumentar o seu vocabulário de acordes essenciais, com certeza este manual é um excelente recurso.
      O Manual dos Acordes de Violão e Guitarra  na versão digital para download é enviado através de um link seguro do nosso provedor acompanhado dos seguintes utilitários:

AFINADORES (2 afinadores virtuais para você afinar o seu instrumento rapidamente, utilizando o seu PC)

METRÔNOMO VIRTUAL

DICIONÁRIO VIRTUAL DE ACORDES (Software na versão completa com número de registro)

PÁGINAS PARA EXERCÍCIOS E ANOTAÇÕES MUSICAIS (Vários modelos com tablaturas, partituras e acordes em branco para o aluno imprimir e utilizar em exercícios e anotações)

    Com o Manual dos Acordes de Violão e Guitarra na versão digital (via download) você irá receber também o Dicionário de Acordes Essenciais para Violão e Guitarra (Módulo apostilado digital - E-book) e a senha de acesso a exclusiva Área Vip ArtMaia, onde disponibilizamos um grande material de apoio aos estudos, como vídeos, exercícios, métodos, etc...

    Para adquirir o Manual dos Acordes de Violão e Guitarra (Versão digital) – Enviado via download no preço promocional de R$4,90, faça agora o seu pedido e pague através do PagSeguro, ou a vista com desconto de 10% em depósito ou transferência bancária.



16 agosto 2019

Violão e Guitarra - Cursos na medida certa para o seu talento!

Aprenda a tocar sem sair de casa, estudando nas horas vagas!
Método rápido e sem complicações
Material de estudos exclusivo
Suporte online
Carteira de estudante
Certificado de conclusão.
Frete grátis para todo o Brasil.


14 agosto 2019

Dicas para violão e guitarra - Como escolher as cordas certas para o seu instrumento musical


O tipo do violão ou guitarra que eu tenho influencia na escolha?

 Em primeiro lugar, dê uma olhada no violão e determine qual tipo de cordas você precisa. Aço ou nylon? Na maioria das vezes, esses problemas não são intercambiáveis. Você não pode usar cordas de aço em um violão de cordas de nylon, por exemplo. Isso pode danificar seu instrumento, verifique a sua ponte e veja se sua guitarra usa cordas com bolas na extremidade inferior ou precisa de cordas que amarram no final. Normalmente, todos os violões de cordas de aço são ajustados para usar cordas de extremidade esféricas.

Qual calibre eu devo escolher?

  As cordas vêm em uma grande variedade de diferentes faixas de medição. O diâmetro da corda pode mudar a forma como você se sente quando toca o seu violão, e o som também. Normalmente, as cordas de diâmetros mais leves são mais fáceis de tocar, mas podem quebrar mais facilmente. As cordas com o diâmetro mais elevado podem ter um tom mais completo, podem ser mais altas e são mais difíceis de quebrar. Aqui está uma visão geral dos conjuntos de cordas:

Extra light: .010 .014 .023 .030 .039 .047
Custom light: .011 .015 .023 .032 .042 .052
Light: .012 .016 .025 .032 .042 .054
Medium: .013 .017 .026 .035 .045 .056
Heavy: .014 .018 .027 .039 .049 .059


 Então, como saber qual calibre irá ser o certo para você? Aqui estão algumas noções gerais sobre as quais deve-se pensar.

Tamanho do corpo: Você está tocando um violão de corpo pequeno ou um jumbo? Normalmente, uma guitarra de corpo menor soará e se sentirá melhor com cordas de calibre mais leves. Enquanto você pode tentar um diâmetro médio ou pesado em um corpo maior ou jumbo para tirar o máximo proveito da sonoridade do instrumento.

Tom: Cordas mais pesadas tendem a enfatizar os tons mais graves do violão, enquanto as cordas mais claras são mais agudas.

Estilo de tocar: Você é toca com os dedos, ou prefere palhetadas? Normalmente, as cordas de diâmetro mais leves são mais fáceis na ponta dos dedos. Se você for alguém que gosta de um som mais pesado, você vai querer cordas mais pesadas. Se você gostar dos dois, experimente um conjunto médio, que tenha uma pontuação mais pesada na parte inferior e mais clara no topo.

Qual material escolher?

 Existem vários tipos diferentes de materiais que as cordas são feitas, e podem afetar o tom da corda e a sua longevidade.

Bronze: normalmente são construídos com 80% de cobre e 20% de zinco e são usados para todos os estilos. Com um tom de toque claro e brilhante, essas cordas podem envelhecer rapidamente devido à tendência do bronze de oxidar.

Bronze de fósforo: são cordas de bronze com fósforo adicionado. Ainda brilhante, mas mais quente e mais escuras que as cordas de bronze. O fósforo amplia a vida dessas cordas.

Latão: uma corda de som brilhante e metálica.

Cordas de seda e aço: produzem um som macio e suave. Eles oferecem menos tensão e vêm em indicadores mais leves, então elas são boas para violões vintage que exigem cordas especiais. Eles são mais silenciosos e menos duráveis, mas são mais fáceis de tocar.

E as cordas de Nylon?

Tensão: as cordas de violão clássicos são feitas em diferentes tensões. Estas geralmente consistem em baixa tensão também referida como tensão moderada ou leve, normal ou média, e tensão rígida ou alta. A tensão baixa ou leve é mais fácil de tocar, mas você pode obter um pouco de zumbido. As cordas de tensão normais ou médias são tipicamente consistentes no tom.

Com qual regularidade você deve trocar a corda?

 É sempre impressionante o som que uma  guitarra tem com novas cordas. Se você estiver tocando muito regularmente, você pode querer mudar a cada semana. Se você tocar ocasionalmente, experimente uma vez a cada dois meses. Se você limpar seu violão e lavar as mãos antes de tocar, suas cordas podem durar um pouco mais.

Quanto devo pagar em minhas cordas?

 Como praticamente qualquer coisa, as cordas vêm em todas as diferentes gamas de preços. Normalmente, as cordas de bronze são as cordas mais baratas. As cordas médias geralmente custam um pouco mais, mas você também pode obter melhores negócios se comprar em grande quantidades.

Continue testando!

 Eu sei que é confortável ficar com as mesmas cordas, mas é bom alternar as cordas que você coloca em sua guitarra, especialmente se você não tentou nada novo por um tempo. Existem algumas opções de cordas novas realmente excelentes que você deve verificar e testar.



09 agosto 2019

Dicas para violão - Cordas de nylon ou aço, qual é a melhor?


  Os violões são os instrumentos musicais mais populares do Brasil, fáceis de se tocar, aprender e também apresentam preços, cores e formatos muito variados. Adquirir um violão adequado é o primeiro passo para quem está iniciando, não errar na escolha facilita o aprendizado e evita que o instrumento fique de lado após alguns dias de treino.

   Existem duas opções, o violão com cordas de aço e o violão com cordas de nylon. O ideal é que a escolha pelo tipo de encordoamento coincida com as intenções do músico, pois não adianta pagar mais por um violão elétrico-acústico com encordoamento de aço quando a intenção do músico é apenas aprender para tocar com alguns amigos em casa.

Cordas de Nylon

  Os violões com encordoamento de nylon são bem mais macios e apresentam volume mais moderado e timbre mais aveludado do que os violões com encordoamento de aço. Nylon é a escolha mais indicada para quem está iniciando o aprendizado Encordoamento de aço é mais duro o que faz com que o músico se canse mais rápido e resulta em dedos doloridos com maior facilidade

Cordas de Aço ou Nylon?

  A primeira coisa que se deve ter em mente é que apesar de ambos serem violões, o fato de terem tipos de cordas diferentes fazem com que sejam dois instrumentos diferentes. Os violões com cordas de aço são produzidos de forma diferente dos violões de cordas de nylon. Possuem diferenças nas suas estruturas e na forma como são fabricados, portanto não são o mesmo instrumento.

  Um violão com cordas de aço, ou violão de aço como é chamado, possui um tensor em seu braço para sustentar o peso das cordas de aço. É possível ver o tensor através da boca do violão, uma espécie de parafuso. Ele pode ser ajustado de acordo com o tipo da corda, mas a recomendação é não mexer nesse tensor se você não for um luthier.

Vantagens de um violão com cordas de aço:

Possuem um volume mais alto: As cordas de aço possuem um brilho a mais no som, emitem um som mais metálico e mais alto se comparado a um violão que não é de aço.
Afinadas por mais tempo: As cordas tendem a desafinar de acordo com a mudança de temperatura, umidade ou tempo. As cordas de aço são mais resistentes à essas mudanças e garante uma afinação por mais tempo.

Próprias para os hits do momento: São as mais apropriadas para tocar os hits do momento, nos ritmos pop, rock, reggae, sertanejo, sertanejo universitário e moda de viola.

Flexibilidade para tocar: Cordas de aço podem ser tocadas tanto com as mãos quanto com a palheta, ela sustenta a palhetada.

Desvantagens de um violão com cordas de aço:

Cansam mais os dedos no início: Para um iniciante a corda de aço é menos confortável, e vai doer mais os dedos até que eles calejem. Entretanto é curto o tempo de adaptação. Em duas semanas a dor passa, dependendo da sua dedicação.

Manutenção: As cordas de aço precisam ser trocadas com mais frequência, pois com a umidade natural do tempo, suor e acidez da mão podem enferrujar e prejudicar a sonoridade emitida. O ideal é trocá-las a cada 3 meses no máximo, mas isso varia de acordo com a frequência de uso
.
São maiores: Os violões de aço tendem a ser maiores, portanto se a sua estrutura física é pequena, isso pode ser uma desvantagem.

Cordas novas desafinam: As cordas novas desafinam com muita frequência. Ao trocar de cordas é importante afiná-las, tocar alguns minutos e afiná-las novamente. Repetir essa ação por um tempo até que sustentem a afinação
.
  Violões de cordas de nylon, ou violões de nylon como são chamados, não possuem tensor ou cutway. São menores e portanto mais leves.

Vantagens de um violão com cordas de nylon:

Violão mais leve: Como mencionado ele é mais leve e tende a ser menor, portanto se você tiver uma estatura física pequena, essa é uma vantagem
.
Cansa menos os dedos no início: Para um iniciante este tipo de corda dói menos os dedos, pois são mais macias. Portanto no início será mais fácil tocar com este tipo de corda.

Apropriados para músicas mais clássicas: Cordas de nylon possuem um som mais suave, portanto são as mais indicadas para as músicas clássicas, samba, MPB e dedilhados. Tocar esses ritmos com esse tipo de corda faz com que o som fique mais agradável.

Desvantagens de um violão com cordas de nylon:

Desafinam com frequência: Todo o tipo de corda tende a desafinar de acordo com as mudanças climáticas e com o tempo. Este tipo de corda é mais sensível às mudanças climáticas, portanto desafinam com mais frequência.

Não suportam a palheta: Este tipo de corda é mais suave e portanto é ideal tocá-las com as mãos. Portanto se você preferir utilizar a palheta, essa é uma desvantagem.

  Cordas de nylon e aço tem suas vantagens e desvantagens. Listamos algumas acima, mas afinal qual é a melhor?
   Na verdade não há melhor ou pior. Os dois tipos de violão tem vantagens e desvantagens e não há um melhor que o outro, há o ideal para cada ritmo apenas.

   Se você tem o desejo de tocar os hits do momento, pop rock ou sertanejo que não saem das paradas de sucesso, sugiro que opte pelo violão de aço, mesmo que sinta mais dificuldades no início, não desista, logo os dedos calejam e tudo fica mais fácil e prático.

  Se você prefere tocar as músicas MPB, samba, dedilhados, opte pelo violão de nylon. Mas, saiba que o som é mais baixo, mono, e não se decepcione com isso. Lembre-se que é uma característica deste tipo de corda e não um defeito.


06 agosto 2019

Violão e Guitarra - As causas mais comuns de quebra de cordas


Excesso de tensão. Cordas de violão e guitarra são projetadas para serem afinadas em uma altura padrão, que é a afinação feita pelo diapasão. Elas resistem a uma afinação apenas um pouco superior sem se partir ou prejudicar o braço do instrumento.

Desgaste natural. Quanto mais velha uma corda, maior a possibilidade dela se partir. A perda de elasticidade, o desgaste, a ferrugem causada pelo suor dos dedos enfraquecem as cordas de aço.

O peso da mão direita. Muitas vezes as cordas se partem, devido a técnicas pesadas da mão direita. Instrumentistas de ritmo, especialmente os que tem toque pesado, arrebentam cordas com freqüência.

Dobra na corda.  Uma dobra na corda pode causar um ponto fraco. Ao instalar cordas de aço é preciso ter cuidado para não dobrá-las.

05 agosto 2019

Violão e Guitarra - Dicas para afinar seu instrumento


Para afinar mais facilmente e corretamente o instrumento siga os seguintes passos:

a) Caso você possua micro-afinação (guitarras com ponte flutuante tipo floyd rose ou similares) coloque a micro afinação de cada corda na posição intermediária e solte as travas de afinação do braço.

b) Estando o instrumento totalmente desafinado, ao afinar uma corda, as outras normalmente desafinam, em virtude do aumento de tensão da primeira. Sendo assim inicialmente afine grosseiramente todas as cordas.

c) Se o encordoamento tiver sido recém colocado estique cada corda puxando com os dedos (não muito pouco que não surta efeito e nem tanto que quebre a corda) a fim de eliminar as folgas iniciais nas tarraxas. Não fazendo isto a afinação irá se perder rapidamente (até que afinando diversas vezes as cordas tenham se ajustado).

d) Faça a afinação cuidadosa em todas as cordas tantas vezes quantas necessárias até que todas estejam perfeitamente afinadas (normalmente uma ou duas vezes são necessárias).

e) Caso você possua travas de afinação, use-as e faça a micro-afinação.