29 setembro 2015

Diferentes tipos de cordas


   Os músicos profissionais colocam um novo jogo de cordas antes de cada apresentação ou gravação para garantir que o som fique o mais elaborado claro e também para reduzir o risco de quebras durante a música. Enquanto músicos amadores não precisam trocar as cordas com tanta freqüência, colocar um jogo novo de vez quem quando vai manter o som do seu violão ou sua guitarra no seu melhor.


Tipos de cordas.

   Diferentes tipos de violões e guitarras exigem diferentes tipos de cordas. Os violões clássicos e de flamenco têm cordas de nylon e delas vêm parte do seu som suave e percussivo. As cordas agudas são feitas de nylon puro, enquanto as cordas graves são cobertas com uma camada de prata em volta de um núcleo de nylon.
   Outros violões precisam de cordas de aço, que oferecem um som mais radiante e mais sustentado que as cordas de nylon. Essas guitarras acústicas usam uma mistura de cordas de aço inoxidável (para os agudos) e cordas de aço com bronze (para graves).
   As guitarras elétricas devem ser equipadas com cordas de aço para que seus captadores magnéticos funcionem.  As cordas para as guitarras elétricas costumam ser de calibre mais leve que aquelas para violões e podem ser feitas de aço puro ou aço coberto com uma camada de níquel: o revestimento aumenta a durabilidade ás custas de algum som agudo.      Você também pode encontrar cordas mais com rolamento suave, elas produzem menos ruídos, ás custas de uma resposta um pouco abafada nos agudos. Por isso, elas são apropriadas  principalmente para trabalho em estúdio e estilos de jazz. Todas as cordas de violão e guitarra, exceto aquelas para violão clássico e para guitarras de ponte flutuante, apresentam uma ponta redonda que permite fixar com segurança a extremidade de cada corda ao instrumento. 


Nenhum comentário: