27 abril 2015

Dicas de estudos


Procure sempre um lugar calmo e quieto para estudar, e não use nenhum tipo de efeito em seu violão, durante seus aprendizados iniciais, pois, os efeitos podem mascarar seus erros.

Execute tudo bem devagar até que você decore as digitações, depois, vá aumentando a velocidade gradativamente até o seu limite. Se possível, utilize um metrônomo durante o estudo. Quando você errar, não continue do ponto onde parou, recomece o exercício desde o inicio sempre, isto garante que você supere o erro e fixe melhor todo o movimento. Nunca desanime, lembre-se, ninguém nasceu sabendo. 

Curso de Violão - Cordas de aço ou cordas de nylon?


 Se você ainda está iniciando, recomenda-se o uso de um violão que utilize cordas de nylon. Isso porque é um material, um pouco mais “suave” que o aço, o que reflete também em seus timbres, deixando o instrumento mais aveludado. O nylon estimula o desenvolvimento das técnicas de dedilhar, pois “cansa“ menos a mão, e costuma ser utilizado por músicos que tocam choro, MPB, erudito ou qualquer estilo que peça uma sonoridade menos estridente.

   Já as cordas de aço são recomendadas para aqueles que querem tocar estilos mais intensos, como rock, sertanejo e funk. Por serem mais grossas, normalmente são tocadas com palhetas, o que não impede que um violonista dedilhe, basta estar mais calejado. A manutenção dessas cordas costuma ser mais constante que as de nylon, também, por isso, dependendo do uso, elas devem ser trocadas mensalmente.

    Uma regra é fundamental para todos os tipos de violão: se você comprou um instrumento que use cordas de nylon, APENAS utilize esse tipo de corda. Cordas de aço estragariam facilmente o violão, por criarem uma tensão maior, empenando o braço do  violão.