30 abril 2009

VIOLÃO E GUITARRA - Aprenda a tocar sem sair de casa!


Todos os cursos do Grupo ArtMaia Music são acompanhados de Módulos de estudos teóricos e práticos coloridos, Cds didáticos, Vídeo Aulas, Suporte do Professor On-line via e-mail, 2 afinadores virtuais, 8 programas exclusivos e completos com senha para registro (Dicionário de acordes, editor de tablaturas etc…), Músicas Cifradas (Mais de 1000 músicas para praticar no instrumento), Repertório de músicas selecionadas, Tablaturas Guitar Pro (Mais de 2000 tablaturas com musicas para exercicios), Senha da área VIP (onde disponibilizamos mais de 300 arquivos para downloads como vídeo aulas, Dvds, livros de música, exercícios, métodos, softwares etc…), Carteira de Estudante e Certificado de Conclusão.
Para aprender a tocar com os cursos da ArtMaia , basta apenas ter um instrumento musical seja ele Violão ou Guitarra e dispor de ao menos 4 horas semanais para praticar no instrumento e estudar as lições teóricas que são explicadas passo a passo. Conheça todos os cursos a distância oferecidos pelo Grupo ArtMaia Music clicando aqui.

29 abril 2009

CURSO DE VIOLÃO - A Guitarra ou Violão Clássico

A guitarra convencional de seis cordas teve origem na Itália, por volta de 1780. Em meados do século XIX, o fabricante de guitarras espanhol Antônio de Torres Jurado produziu um instrumento maior, cujas dimensões e estrutura são ainda usados hoje. No final do século passado, Francisco Tárrega definiu grande parte do que se considera hoje como as técnicas clássicas padrão de execução. Contudo coube talvez ao virtuoso Andrés Segovia, mais que a qualquer outro, a responsabilidade pela aceitação da guitarra ou violão como instrumento clássico.

28 abril 2009

VIOLÃO E GUITARRA - A Evolução

É difícil traçar as origens da guitarra - ou violão (o português é talvez a única língua com duas formas, violão e guitarra, usadas como conceitos distintos de instrumentos). Um instrumento em forma de 8 já era utilizado no século XIII, mas supões-se que precursores da guitarra já existiam na Babilônia e no antigo Egito. As primeiras guitarras desse nome surgiram no Renascimento, mas eram consideradas inferiores a outros instrumentos de cordas como o alaúde. Embora parecidas com as de hoje, essas primeiras guitarras eram bem menores e tinham quatro "cursos" - jogos de cordas duplas - de tripas de carneiro.

27 abril 2009

CURSO DE VIOLÃO - Tríades e Tétrades


As Tríades

Chamamos de Tríade as notas 1, 3 e 5 de uma escala. Estas notas quando tocadas em conjunto formam os Acordes Básicos (Acordes formados com tríades).
Chamamos de acorde quando tocamos 2,3 ou mais notas simultâneamente (ao mesmo tempo).
Sendo assim , se ilustrarmos esta idéia com a escala de dó maior teríamos:

C D E F G A B
Notas da escala: 1 2 3 4 5 6 7

Tríade.........C E G

Que tocadas ao mesmo tempo: C E G (formam o Acorde C de Dó Maior).

Se fossemos expressar com as "cifras" vistas anteriormente , usaríamos a letra "C" que conforme já vimos significa "Dó" ( Neste caso Dó Maior).
Todos os acorde de três vozes (é assim que São chamados os acordes baseados em tríades) são formados desta mesma maneira.

Acordes De 4 Vozes (Tétrades)

Já os acordes de 4 vozes, são formados pela tríade + uma nota ( ou seja as tres notas da tríade + uma nota).
Acordes de 4 vozes - ( com a sétima )

Como exemplo vejamos o acorde de "dó Maior c/ sétima maior" que expresso em cifras é representado assim: "C7M".

Ele é construído com as notas na tríade + a sétima nota da escala.

Veja exemplo:

Escala de dó maior - Do Re Mi Fa Sol La Si
Em cifras - C D E F G A B
Notas da Tríade- 1 3 5

Notas da tríade + 7.a nota da escala - 1 3 5 7

Notas que estão no acorde de Dó Maior
SCom sétima Maior (C7M)- Do Mi Sol Si

Podemos tocar estas notas como acorde ou como arpejo. E qual a diferença entre acorde e arpejo? Chamamos de acorde quando tocamos as notas "ao mesmo tempo" e chamamos de arpejo quando as tocamos uma por uma.

Quando é acorde e quando é arpejo?
A diferença entre acorde e arpejo não está portanto nas notas, mas na maneira como as tocamos em nosso instrumento.

www.artmaia.com

05 abril 2009

COMPRANDO O PRIMEIRO VIOLÃO

Todo aluno quando começa a aprender a tocar violão, geralmente pensa um comprar um instrumento que seja barato, mas na verdade, esta não é uma boa idéia, como também não é uma boa idéia comprar um instrumento extremamente caro. Na verdade o principiante deve adquirir um instrumento de preço médio, porque os instrumentos baratos na maioria das vezes são mal construídos, e até um músico profissional encontraria dificuldades para tocar razoavelmente bem em um instrumento mal acabado; já um violão muito caro pode tornar-se um mau investimento, se um pouco mais à frente, voce não tiver a paciência necessária para continuar os seus estudos.

A minha recomendação é a seguinte: adquira inicialmente um instrumento de qualidade com o preço razoavelmente acessível, ou seja, um preço médio; e futuramente, quando você já estiver tocando com segurança, compre então um ótimo instrumento musical.

Se você realmente não entender nada sobre violão, é melhor chamar um amigo que saiba tocar para lhe acompanhar, e ajudar a escolher quando você for comprar o seu instrumento. Seu violão deve ser fácil de tocar e ter uma boa sonoridade. A avaliação deve ser feita caso por caso, mesmo entre violões de mesma marca e modelo. A fabricação de violões depende de uma série de variáveis: escolha e envelhecimento das madeiras, espessura da camada de verniz, grau de curvatura do braço (que, segundo alguns fabricantes, não deve ser reto, mas levemente arqueado) e altura do cavalete em que se prendem as cordas. Após escolher a marca e o modelo veja os itens a serem levados em consideração:

A afinação

A tensão das cordas

O braço

A madeira, o verniz e as tarraxas.


Lembre-se do seguinte: um instrumento que tenha pequenos detalhes defeituosos, com certeza é uma má opção, pois por dentro seguramente estará também mal construído.