29 setembro 2015

Diferentes tipos de cordas


   Os músicos profissionais colocam um novo jogo de cordas antes de cada apresentação ou gravação para garantir que o som fique o mais elaborado claro e também para reduzir o risco de quebras durante a música. Enquanto músicos amadores não precisam trocar as cordas com tanta freqüência, colocar um jogo novo de vez quem quando vai manter o som do seu violão ou sua guitarra no seu melhor.


Tipos de cordas.

   Diferentes tipos de violões e guitarras exigem diferentes tipos de cordas. Os violões clássicos e de flamenco têm cordas de nylon e delas vêm parte do seu som suave e percussivo. As cordas agudas são feitas de nylon puro, enquanto as cordas graves são cobertas com uma camada de prata em volta de um núcleo de nylon.
   Outros violões precisam de cordas de aço, que oferecem um som mais radiante e mais sustentado que as cordas de nylon. Essas guitarras acústicas usam uma mistura de cordas de aço inoxidável (para os agudos) e cordas de aço com bronze (para graves).
   As guitarras elétricas devem ser equipadas com cordas de aço para que seus captadores magnéticos funcionem.  As cordas para as guitarras elétricas costumam ser de calibre mais leve que aquelas para violões e podem ser feitas de aço puro ou aço coberto com uma camada de níquel: o revestimento aumenta a durabilidade ás custas de algum som agudo.      Você também pode encontrar cordas mais com rolamento suave, elas produzem menos ruídos, ás custas de uma resposta um pouco abafada nos agudos. Por isso, elas são apropriadas  principalmente para trabalho em estúdio e estilos de jazz. Todas as cordas de violão e guitarra, exceto aquelas para violão clássico e para guitarras de ponte flutuante, apresentam uma ponta redonda que permite fixar com segurança a extremidade de cada corda ao instrumento. 


28 setembro 2015

Curso Básico de Violão e Guitarra Apostilado


   O Curso de Violão e Guitarra nível básico ArtMaia, é dedicado aos iniciantes e todos aqueles que desejam aprender a tocar, e não possuem nenhum conhecimento musical. O curso básico está dividido em 7 módulos apostilados, coloridos, impressos e encadernados de estudos teóricos e práticos  acompanhados de 9 CDs didáticos, Vídeo-aulas selecionadas na área Vip, Suporte do Professor On-line, Acesso a área Vip, Carteira de Estudante e Certificado.
    Ao final de cada módulo o aluno deverá fazer um teste teórico para que seja avaliado o seu aproveitamento e, ao final do nível básico, no sétimo módulo, deverá fazer uma avaliação geral que será corrigida pelo professor e que dará direito ao Certificado de Conclusão do nível básico, sendo para isso necessário que o aluno atinja uma nota satisfatória.


CONHECENDO O CURSO BÁSICO DE VIOLÃO E GUITARRA

   Este curso é prático e teórico, dividido em 7 módulos de estudos com lições atraentes contendo um profundo e ensinamento destes dois instrumentos musicais. São aulas com informações importantes, ritmos, exercícios de técnicas, dicas, curiosidades e músicas para você desenvolver todo o seu potencial. Os assuntos são explicados através de textos descomplicados e objetivos, onde são utilizados, exemplos com fotos, desenhos e gráficos, o que torna o estudo interessante e agradável. Este curso é extremamente prático, e o aluno começa a tocar á partir da primeira aula, mesmo que nunca tenha estudado nada sobre Violão ou Guitarra em sua vida.
     O Curso de Violão e Guitarra Básico ArtMaia, conta ainda com o apoio de CDs didáticos, onde o professor reforça com explicações detalhadas todo o conteúdo dos módulos, dando ao aluno a mesma base teórica e prática que ele teria se tivesse um ótimo professor particular.
    Nossos  alunos  recebem também uma senha de acesso a exclusiva Área Vip ArtMaia, onde disponibilizamos um grande material de apoio aos estudos, como vídeos, exercícios, etc..


O curso conta ainda com o seguinte material de suporte aos estudos:

AFINADORES (Afinadores virtuais para você afinar o seu instrumento rapidamente utilizando o seu PC)
METRÔNOMO VIRTUAL
DICIONÁRIO DE ACORDES
EDITOR DE TABLATURAS
CURSO DE TEORIA MUSICAL
LIVRO DE REPERTÓRIO
2000 TABLATURAS  PARA EXERCICIOS
EXERCICIOS MUSICAIS CIFRADOS
PÁGINAS PARA EXERCÍCIOS E ANOTAÇÕES MUSICAIS (Vários modelos com tablaturas, partituras e acordes em branco  para o aluno imprimir e utilizar em exercícios e anotações)
                 Para acompanhar o aprendizado e analisar a evolução do aluno, periodicamente são realizadas avaliações teóricas e práticas e ao final do curso o aluno receberá sem nenhum custo adicional o  CERTIFICADO DE CONCLUSÃO,  atestando que concluiu com êxito o CURSO BÁSICO DE VIOLÃO E GUITARRA ARTMAIA


22 setembro 2015

Como são formados os acordes (Parte 01)


A música tocada no violão e na guitarra é amplamente baseada em acordes e progressões de acordes. Enquanto existem muitos acordes diferentes, alguns com nomes extremamente exóticos, a definição exata de acorde é simples: são três ou mais notas diferentes tocadas juntas. Mas, você às vezes irá encontrar “acordes” reduzidos, em que uma das três notas é omitida, essas combinações de duas notas podem manter a maior parte das características do acorde.
Os acordes são derivados das escalas utilizando o princípio de “amontoar as terças”. Isso significa que o acorde é feito escolhendo a escala maior e selecionando quaisquer três notas alternadas daquela escala. Os acordes derivados de qualquer escala são chamados de campo harmônico: os acordes resultantes, que podem ser maiores (felizes) ou menores (melancólicos), irão parecer “certos” quando tocados juntos em progressão. 

16 setembro 2015

Acordes com pestana


 Acordes com pestana são formas móveis, não contém cordas soltas, e podem ser tocados em qualquer lugar no braço do instrumento. Eles também são mais difíceis de tocar, pois o dedo indicador aplica uma pressão constante sobre cinco ou seis cordas. No entanto, uma vez que você domine essas posições, vai se sentir um guitarrista ou violonista profissional, e acordes como Bb e F# não vão mais derrotar você.
Acordes com pestana são geralmente mais fáceis de executar mais acima no braço; pratique-os onde seus dedos se sentirem mais confortáveis no início (a quinta casa é um bom ponto para começar). Por fim, não desanime se esses acordes não funcionarem imediatamente. Todo mundo acha essas posições complicadas, mas vai ser difícil conseguir que todas as cordas soem limpas e corretas antes que você adquira força nos dedos de sua mão esquerda.


DICA

Praticar com freqüência em períodos curtos é a melhor maneira de construir a sua técnica. Então, enquanto você estiver assistindo TV, você pode praticar alguns acordes com pestana durante os intervalos comerciais, por exemplo.