28 maio 2014

Curso de Violão e Guitarra - As notas da música ocidental


Notas são os elementos estruturais da música. Sem elas não haveria melodia, harmonia ou ritmo e é a forma pela qual as notas são unidas, que gera a diversidade musical. Apesar de sua gama fenomenal, abrangendo o clássico, jazz, rock e pop, toda a música ocidental é composta de apenas 12 notas diferentes derivadas de um sistema acordado no começo do século XVIII, chamado de afinação de temperamento igual (sistema temperado). Essa é a afinação “média” usada por todos os instrumentos, incluindo o violão e a guitarra. Juntas essas 12 notas constituem o que é conhecido como escala “cromática”, em homenagem a palavra grega “chroma”, que significa cor. Todas as escalas e acordes tocados são essencialmente derivados da escala cromática, dando a ela um lugar central na teoria musical.


A ESCALA CROMÁTICA

As 12 notas da escala cromática são representadas por letras  (A - B – C – D - E – F - G) ou letras seguidas por um “acidente musical”, um sustenido (#) ou um bemol (b), que eleva ou diminui o tom da nota executada. Todas as notas da escala cromática são mostradas abaixo. O espaço entre quaisquer duas notas é chamado de intervalo e as notas sucessivas na escala cromática são separadas por intervalos iguais, chamados semitons. Então, a distância de A para A# (ou Bb) é um semitom, da mesma forma que a distância de B para C. Após  G# (Ab), aparece de novo o A (Lá). A distância entre um A e o próximo A é conhecida como oitava.