11 março 2013

Curso de violão - As cordas no violão

Antigamente as cordas eram feitas de tripa de animais, atualmente são feitas de metal ou náilon, as de náilon geralmente são utilizadas em violões clássico e flamenco. As cordas de metal amarelo e as de náilon não funcionam em guitarras.

Nos violões de 12 cordas elas são afinadas em pares de oitavas.

Tensão

O excesso de tensão pode arrebentar as cordas e até empenar o braço do seu instrumento, por isso afine sempre o violão pelo diapasão, pois a tensão máxima aceita pela maioria dos violões é um tom acima do diapasão.

Mantenha as cordas limpas evitando a perda de elasticidade, o desgaste e a ferrugem causada pelo suor dos dedos que prejudicam o tom e contribui para a diminuição do tempo de utilização das cordas.

As técnicas de toque pesado contribuem para o encurtamento do tempo normal de duração das cordas também.

 Instalação das Cordas

Esticar com os dedos as cordas após a afinação, é uma técnica para evitar que as cordas tenham que ser afinadas várias vezes.

Ao instalar as cordas tome cuidado para não dobra-las, isto é muito comum acontecer. Soltar as cordas por igual, para evitar envergar o braço; o correto é soltar uma volta para cada tarracha.

Evite o uso de cordas de aço em violões clássicos, alguns violões são projetados para cordas de náilon, e quando utilizamos cordas de aço nestes violões corremos o risco de empenamento do braço.

Quando o instrumento não for utilizado por um longo período é aconselhável que as cordas sejam afrouxadas.

Mantenha o violão longe do seu rosto e do rosto de outras pessoas enquanto o afina, as cordas quando arrebentam podem causar ferimentos.


Nenhum comentário: